Como se preparar para a primeira quimioterapia?

Compartilhe

Compartilhar no facebook
Compartilhar no linkedin
Compartilhar no twitter
Compartilhar no email

O post de hoje foi especialmente preparado em parceria com a enfermeira Poliana Rodrigues que tem mais de sete anos de experiência com pacientes em tratamento de câncer. Juntas nós separamos dicas que são essenciais aos pacientes que estão iniciando a quimioterapia. Confira:

Quais dicas são fundamentais que os pacientes saibam antes de começar a quimioterapia?

É normal que hajam muitas dúvidas nos pacientes que vão iniciar um tratamento oncológico, seja quimioterapia, radiologia ou outros. Trata-se de uma nova rotina na vida do paciente. Então uma das dicas essenciais é que se o paciente tiver a oportunidade, que conheça antes a clínica onde vai realizar o tratamento e os profissionais que cuidarão do seu caso. Saber quem fará parte da equipe fará com que o paciente sinta-se mais seguro para iniciar o tratamento.

Para a primeira sessão de quimioterapia, há alguma orientação específica?

Nesse caso, existem dicas que farão a diferença. Por exemplo, muitas vezes os pacientes vêm com roupas ou calçados que não são confortáveis e dependendo do protocolo do tratamento, o paciente precisará ficar na clínica de uma a duas horas, podendo as vezes levar mais tempo. Por isso é importante vestir uma roupa leve e confortável nessa hora. E aos pacientes que possuem cateter, que deem preferência por roupas abotoadas, que possam ser abertas na hora do tratamento.

Já para a alimentação, é importante o paciente saber que ele deve estar alimentado. Se a sessão acontecer pela manhã, é importante tomar um café da manhã normalmente. Se for a tarde, ele deve manter o almoço. Claro, é importante lembrar que as refeições devem ser leves. Normalmente, o paciente recebe a visita de um nutricionista previamente e recebe todas as orientações sobre como se alimentar adequadamente.

Outra dúvida comum: o uso de cateter.

Quando o paciente consegue conhecer antecipadamente a unidade de tratamento e fazer as avaliações necessárias, tudo fica mais tranquilo. Pois assim, ele sabe qual tipo de acesso será necessário para o seu tratamento. Existem tratamentos mais longos e outros mais curtos, medicações de classificações diferentes  e que as vezes exigem que o paciente tenha uma rede venosa mais calibrosa. Por isso é importante conhecer previamente a clínica e fazer todas as avaliações referentes ao tratamento. Juntamente com a equipe médica, o paciente poderá optar pela melhor escolha, o acesso venoso mais adequado, se vai ser periférico, nos membros inferiores ou se vai ser indicação de cateter.

Mais dicas importantes…

Outras dúvidas que surgem muito entre os pacientes é sobre o uso de maquiagem, perfumes, brincos, etc. E não, não há contraindicações. O paciente deve se manter como se sentir melhor. Usando maquiagem, jóias, enfim, o importante é ele se sentir bem. Durante o tratamento muitas coisas podem acontecer e por isso é importante que o paciente mantenha a sua autoestima, o seu pensamento positivo.

Iniciar o tratamento já conhecendo a equipe e os possíveis procedimentos, pode ser o diferencial desse momento difícil da sua vida!

As orientações são individuais. Nem tudo se encaixa em todos os tratamentos, por isso a busca de informações deve ser segura para não causar constrangimentos ao paciente. Esperamos que essas dicas alcancem e ajudem a muitas pessoas!

Até a próxima.

Dra. Alessandra Morelle

Mais para explorar

Assine nossa newsletter

Ao navegar neste site, você aceita os cookies que usamos para melhorar sua experiência. Saiba mais no nosso termos de uso política de privacidade