Dia Mundial do Combate ao Câncer: Primeiros passos para enfrentar a doença

Compartilhe

Compartilhar no facebook
Compartilhar no linkedin
Compartilhar no twitter
Compartilhar no email

O dia 8 de abril é lembrado mundialmente como a data oficial para a luta contra o câncer. A iniciativa é uma proposição da União Internacional de Controle do Câncer (UICC), diante dos impactos causados por esta doença que hoje é considerada o principal problema de saúde pública no mundo e uma das quatro principais causas de morte prematura – antes dos 70 anos – na maioria dos países. Para intensificar e contribuir com as ações do Dia Mundial de Combate ao Câncer, fizemos um guia que auxilia pacientes e familiares a vencer esta doença e enfrenta-la de forma mais amena. Confira:

Primeiros passos para enfrentar o câncer

1.Busque informações consistentes sobre o seu tipo de câncer

O conhecimento é um dos principais aliados para vencer a doença. Entendendo como ela funciona, seus efeitos e como combate-la, é possível fazer um planejamento, entender previamente o caminho que será percorrido e ter mais segurança e previsibilidade sobre o futuro. É fundamental que a busca por informações seja feita de forma responsável, sempre verificando a fonte dos dados e sua procedência – como de autoridades públicas e sites especializados, por exemplo. O uso de tecnologias também pode ser um grande aliado, como o aplicativo Thummi que dá suporte no enfrentamento ao câncer com o monitoramento da rotina e ajuda a tornar dia a dia mais leve.

2. Tenha um médico e uma equipe de especialistas

Para se ter sucesso no tratamento é preciso contar, desde o início, com um médico oncologista, que compreende cada tipo de câncer. São nas primeiras intervenções que as principais ações são executadas e as decisões mais importantes acontecem, aumentando as chances de cura. Por isso, os protocolos devem ocorrer da maneira mais correta possível. Este time de profissionais acompanhará o paciente durante toda a sua trajetória, desde o diagnóstico até a fase pós-tratamento, e pode ser composto por médicos oncologistas, radiologistas, enfermeiros, psicólogos, nutricionistas, fisioterapeutas e educadores físicos.

3. Pratique a qualidade de vida

Conhecer o próprio corpo, cuidar da mente e priorizar a saúde e o bem-estar tornam o paciente mais consciente de si e de suas necessidades. Estas práticas resultam no empoderamento do indivíduo e propiciam que a doença regrida ou que sua remissão ocorra. Dentro desses cuidados estão a atenção aos sinais do organismo (que normalmente avisa quando algo está errado), ter uma alimentação balanceada, praticar atividade física regularmente e com orientação profissional, meditar e dedicar-se a momentos de lazer. Outra dica é medir a pressão e os batimentos cardíacos com periodicidade, já que a maioria dos tratamentos contra o câncer eleva a pressão arterial.

Este pequeno guia mostrou as primeiras ações que auxiliarão o processo contra o câncer, mas muitas novas medidas serão necessárias ao longo desta jornada. O enfrentamento à doença é construído por muitas mãos. O apoio emocional e clínico norteia esta caminhada que pode ser mais leve ou mais intensa dependendo da forma como for encarada e do suporte que o paciente receber. O Dia Mundial do Combate ao Câncer vem para lembrar que esta é uma luta para ser vivida com o desejo de vitória!

Mais para explorar

Assine nossa newsletter

Ao navegar neste site, você aceita os cookies que usamos para melhorar sua experiência. Saiba mais no nosso termos de uso política de privacidade