Manter o mesmo médico reduz risco de morte

manter o mesmo médico

Compartilhe

Compartilhar no facebook
Compartilhar no linkedin
Compartilhar no twitter
Compartilhar no email

Você conhece os benefícios de manter o mesmo médico em seu tratamento?

Independente se você é um paciente oncológico ou apenas realiza seu acompanhamento de rotina. saiba que manter o mesmo médico aumenta as suas chances de viver mais e melhor. Esta é a conclusão de um estudo realizado no Reino Unido e publicado na revista médica BMJ Open. 

Conforme as informações levantadas, os benefícios estendem-se às visitas ao clínico geral ou especialistas. Os bons resultados aparecem em diversas culturas e sistemas de saúde. Independente das variáveis que permeiam os atendimentos médicos, o fator humano das consultas é o mesmo em qualquer lugar do mundo, embora venha passando por negligência.

Entenda mais detalhes sobre a importância de manter o mesmo médico durante o maior tempo possível.

Manter o mesmo médico: relação de confiança

A pesquisa realizada pelo Royal College of General Practiotioners (RCGP), do Reino Unido, investigou resultados de 22 estudos em nove países. A análise mostra que, ao consultar o mesmo médico durante dois anos seguidos ocasionou em menos mortes quando comparados com outros pacientes estudados no mesmo período.

O motivo pelo qual manter o mesmo médico traz tantos benefícios é simples: a relação de confiança. Ao consultar um profissional que já o acompanha por mais tempo, o paciente tende a seguir as recomendações médicas com mais seriedade.

O médico, por sua vez, ao atender um paciente de longa data, conta com mais informações sobre o seu histórico. Essa familiaridade facilita quando é preciso realizar a prescrição de tratamentos ou medicamentos. O resultado, portanto, é a diminuição do uso de serviços hospitalares pelo paciente.

O estudo recomenda que as instituições clínicas e hospitalares façam algum esforço para manter os pacientes com os mesmos médicos durante um tratamento ou mesmo em sua rotina de acompanhamento. A continuidade dos cuidados médicos orientado pelo mesmo profissional é benéfico em todas as áreas, mas principalmente para pacientes crônicos ou para aqueles que apresentam problemas de saúde mental.

Leia também: Novo aplicativo para pacientes oncológicos: Thummi

Como resolver?

Infelizmente, manter o mesmo médico não é possível para boa parte das pessoas. No Sistema Único de Saúde, a rotatividade de profissionais é muito alta nos hospitais e postos dos municípios brasileiros. Assim, o paciente acaba consultando com o médico que estiver atendendo naquele dia.

Devido à dinâmica do cotidiano, nem sempre é possível aguardar por uma consulta com determinado profissional, pois a agenda pode estar cheia e a consulta demorar semanas. Outra situação comum é a troca do plano de saúde, que nem sempre continua sendo aceito pelo hospital ou pela clínica onde atua o profissional.

Mesmo sendo trabalhoso, é importante esforçar-se para manter o mesmo médico pelo máximo de tempo possível. Pesquise em sua cidade profissionais que já atendem durante alguns anos e que pareçam estabelecidos no local. Verifique quais planos de saúde este médico aceita e marque consultas com a regularidade solicitada por ele.

Assim, você diminui as chances de precisar trocar de médico e consegue estabelecer uma relação de confiança com o profissional. Lembre-se de colocar a sua saúde sempre em primeiro lugar.

Espero que o artigo tenha ajudado você a entender a importância de manter o mesmo médico.

Até a próxima!

Dra Alessandra Morelle

Mais para explorar

Assine nossa newsletter

Ao navegar neste site, você aceita os cookies que usamos para melhorar sua experiência. Saiba mais no nosso termos de uso política de privacidade